quarta-feira, 26 de janeiro de 2005

M/30.

Irreversível não é uma cena de violação num túnel vermelho em Paris, nem um tipo acabar com a cara e vida de outro com um extintor. Para mim irreversível continua a ser o que não se vê e só se ouve em "American History X" de Tony Kaye, quando Edward Norton põe a boca de um tipo no lancil do passeio antes de lhe acarinhar a nuca com a sola da sua DocMarten's.