quarta-feira, 19 de janeiro de 2005

A melhor música do mundo de hoje.

Cantor, compositor, orquestrador, intérprete, génio musical. Ele há Elvis Costello, Mark Hollis, Stephen Merritt, Tom Waits, Nick Cave e ele há Neil Hannon, os próprios Divine Comedy. No álbum mais menosprezados da carreira da banda britânica ("Regenaration", considerado demasiado pop pelos puristas e fãs acérrimos da banda) habita o melhor tema que nasceu da pena de Hannon e a melhor música do mundo de hoje: "Bad Ambassador". A ouvir, sem reservas.

"Esta recomendação tem o selo de qualidade de dois dos três pastelinhos.