quarta-feira, 12 de janeiro de 2005

Olha um dia tão perfeito.

Cozido confeccionado por Deus himself, na companhia dos outros dois pastelinhos, Interpol, Brad Mehldau, um DJ Set de Akufen e Soulwax na aparelhagem a tarde toda e um processo de aculturação magistralmente encetado pelas cabeças pensantes de referência no panorama intelectual nacional (foi a cultura, estúpido), inclusivé pelo senhor que já é conhecido na rua como "aquele indivíduo tipo Orson Welles mas com cara de nota". É como diz o Lou Reed, meus amigos - "take a walk on the wild side..."