domingo, 9 de janeiro de 2005

Rotina de todas as manhãs de Sábado.

Não comprar o Expresso. E cada vez que vejo alguém com o orgulhoso saco da HP sinto vontade de me dirigir a esse incauto como uma Testemunha do Bom Senso para o tentar arrancar da tentação e alertar para a salvação possível.

Talvez um dia, se me pedirem muito (o que só por si é um reflexo de falta de atenção), eu apresente as razões que me levam a dizer que O Expresso é o melhor jornal para quem quer pintar dois quartos e uma sala.

Aqui me dexpresso, com amizade.