terça-feira, 17 de maio de 2005

N*E*R*D*? P*A*I*.

De uma actuação esforçadíssima de uma das mais excitantes bandas norte-americanas do momento para um dos mais públicos mais frouxos de que há memória em Portugal, para além do fabuloso "Breakout", retive isto - um pai antes de tempo, acompanhado pelo seu filho estreante em concertos cedo demais. Poesia é isto, Zé Mário, poesia é isto.