segunda-feira, 27 de junho de 2005

As raparigas bonitas são como os países africanos.

Em vez de escrever um post como deve ser para aqui, fiquei a ver um programa da TVI em que umas metades de casais testavam a fidelidade da outra metade. O programa tinha duas coisas boas: o público e uma morena a quem chamavam sedutora.

O primeiro era lindo e genuíno como deve ser. A segunda, tal como os países africanos, limitava-se a usar os seus recursos naturais para viver e impressionar. Era simples e pobre mas vivia bem com o que tinha. Aliás, com tanta coisa à mão de semear percebo bem a inércia da sua cabeça.