segunda-feira, 5 de setembro de 2005

Com estes dois, que a terra há de comer.

Vi, no Domingo, num parque de campismo, um senhor sentado numa daquelas cadeiras de praia dos anos 70, em estrutura tubular metálica e tecido com padrão de flores, numa mão um mata-moscas de plástico tipo raquete de badminton e na outra “O Julgamento” de Kafka.