terça-feira, 27 de setembro de 2005

Ter uma veia provinciana permite-me aceitar com clara compreensão coisas como:

- Matar coelhos com moléstia com murros na nuca, vários seguidos e alguns sem ser à primeira;

- A última visão de um cão atropelado ser os canos sobrepostos de uma caçadeira;

- Velhotas simpáticas a ensinar gatos recém-nascidos a nadar em alguidares com água;

- As crónicas do Eduardo Prado Coelho;

- A justiça ser uma espécie de vingança, por mais voltas que se dê;

- Campanhas eleitorais para eleições autárquicas.