sábado, 15 de outubro de 2005

Poetas anónimos.

O escritor ao balcão de um bar.

"Dê-me uma sílaba tónica, por favor."