segunda-feira, 3 de outubro de 2005

The upside of down.

Sem net há mais de uma semana (para aqueles que me conhecem, uma ocorrência tão grave quanto ter a gaveta das meias desarrumada), dou por mim a abraçar o infortúnio e a apreciar este estado medieval em que a informação não nos chegava em tempo real, a comunicação humana era oral (ignorem os sms’s, por favor), sem attachs, em que o tempo era assassinado de outras formas que não a navegar (frequentemente) num imenso vazio. Ganhei tempo, aprendi a dar valor às coisas importantes da vida, aproveitei para fazer coisas que andava a adiar há meses, anos. E, sim, as unhas dos pés ficam mesmo impecáveis quando devidamente cortadas.