terça-feira, 29 de novembro de 2005

Nem sempre, mas hoje e nos últimos dias.

Há razões para sorrir.