terça-feira, 13 de dezembro de 2005

Estou aqui.



Bando de infames. Quando sou eu a sustentar este blog às semanas inteiras ninguém diz nada. Assim que vem o Nata perguntam logo pelos outros.

Quanto a ti, minha querida, meu Deus, sofro.