quarta-feira, 21 de dezembro de 2005

Por falar em Príncipe Encantado,

lembrei-me desta passagem deste livro:

O Príncipe procura menos a princesa encantada do que a pastora que tudo consente. Como dizia Louise Michel, «o feminismo é não contar com o Príncipe Encantado».