sexta-feira, 31 de março de 2006

Não ficava tão surpreendido desde que descobri que a Kate Moss era cocainómana.

Ontem, numa inspecção surpresa (“relâmpago”, creio que é o termo técnico), a Inspecção Geral de Saúde fiscalizou 120 restaurantes chineses espalhados pelo país. Só uma dúzia foram encerrados, mas 90% revelaram irregularidades ao nível da conservação e refrigeração dos alimentos, da higiene e alguns deles acusaram mesmo a presença de bactérias alimentares na comida confeccionada. Se continuam a destruir os meus mitos, não sei em que é que é que hei-de acreditar. Isto está a ficar de tal forma, que qualquer dia ainda aparece para aí alguém a dizer que há lobby gay na administração pública.