segunda-feira, 24 de abril de 2006

Não estamos na cauda, o resto da Europa é que insiste em estar na cabeça.

Melhores do que os feriados, melhores do que as “pontes”, essa falta não justificada a nível nacional, são as presenças em dia de véspera de feriado. Das quatro pessoas que foram trabalhar, só uma é que está genuinamente ocupada e mesmo essa tem de sair às 16h30 porque “vejam lá que o meu dentista só me arranjou consulta para hoje”. E depois são os japoneses que inventaram o walkman.