segunda-feira, 16 de outubro de 2006

Chá, café ou laranjada?

Surpreende-me o facto de passadas duas décadas a profissão de hospedeira ou comissário de bordo ter passado de luxo a lixo: antes aquilo é que era, sempre a viajar, altos ordenados e tal; hoje são vistos como empregados de mesa no ar, mantendo os altos ordenados. E queixam-se. Essa é a parte que me indigna. Pintam a coisa como sendo verdadeiramente má. Enfim...

Bom bom é que esta temática abre espaço para a piada: Eram duas irmãs gémeas, uma era hospedeira e a outra também fodia.