sexta-feira, 6 de outubro de 2006

Do que eu gosto mesmo é de tunning de carros.*

Os dias são curtos, cada vez mais (e não estamos em terreno sazonal), e urge destrinçar o acessório do essencial. Proponho aqui o início de um conjunto de posts dedicados ao tema "Ferramentas que nos ajudem a separar o trigo do joio". Já todos passámos por isso, a conversa de circunstância no aniversário do tio Henrique, os primeiros dias no novo emprego, a conversa de bar inconsequente e, bastas vezes, extenuante.

Agora imaginem que existe um manual por escrever (cada um terá que tratar do seu, suponho), de perguntas que despistem eventuais falácias. Como um médico que começa no antibiótico de largo espectro e vai esmiuçando a sua busca em operações cada vez menores e mais cirúrgicas, proponho a criação conjunta de uma arma de guerrilha contra o tempo mal empregue, que nunca mais iremos recuperar.

Tenho meia dúzia de trunfos na manga, mas vou esperar pelas vossas sugestões para abrir oficialmente as hostilidades, mais ou menos hostis.

A caixa democrática está mesmo aqui em baixo. Vemo-nos lá.

*Pequena pérola dos "Ídolos" portugueses. Procurem na net, deve andar por aí. É mais ou menos autoexplicativo.