terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Ser estúpido enquanto jovem não é nada, haviam de ver daqui a 15 anos.

Grande parte das pessoas não nasce, mas cresce e vive, estúpida. É na juventude que esta condição é mais notável, mas é no resto da vida que a fatalidade as vai atormentar sobremaneira.

Esta ideia, juntamente com a de que qualquer desempregado com menos de 35 anos é um cidadão inútil deixa-me descansado na sua veracidade.