terça-feira, 25 de setembro de 2007

Ai e os peitorais do Cristiano Ronaldo?



Ah, bem me parecia.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Ando a aprender a gostar de bola.

O Cristiano Ronaldo tem uns peitorais do caraças.

Demasiado tempo livre e uma imaginação fértil dão nisto.

Hoje dei por mim a elaborar uma lista mental de pessoas que, se atropelasse, sem querer, não ficaria com remorsos. Algumas delas creio que carregaria no acelerador, mas isso faz de mim má pessoa, por isso, for the sake of argument, vamos assumir que, habitualmente, acelerar quando vislumbro um peão não é um comportamento habitual aqui do pastel. Assim sendo, a lista, TOP5, sem nenhum tipo de critério e com alguma ordem:

1. Miguel Ângelo (um clássico)
2. Ângelo de Sousa (aquele cirurgião manhoso que opera tudo o que é pseudo-celebridade em Portugal - é um mix de ódios, que vai do cabelo, look serial-killer até ao discurso, serial-killer, passando pelo olhar, a roçar o mass-murderer)
3. Luís Osório (até gramava do comuna de direita, mas um dia tive um episódio lamentável com ele no Movies do Monumental que estragou tudo - no caso dele, abria uma excepção e, vá lá, dava um cheirinho de travão)
4. Luís Represas (só pela franja, como se não fosse mais do que suficiente - aquela franja num país da América do Sul já tinha provocado dezenas de golpes de estado, e com justiça, digo eu)
5. Simone de Oliveira (ok, esta não é uma escolha inteiramente justa, mas aquela merda do Varela já me começa a entrar nos nervos)

Sugestões de personalidades que merecem atropelamento? É aqui em baixo, onde diz "Sem milagres", mas onde em breve se lerá "É a loucura, é a loucura".

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Eu bem me parecia que tinha lido isto em algum lado.

chups2

Diz que até, inclusivé, relaxa.

chups1

Tendo plena noção que acabei de alienar todos os nossos leitores que não andam na estiva, era bom demais para me deixar estar sossegado.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Uma tese sobre a viragem do século.

Uma vez li, e a História Universal comprova, que todas as mudanças de século são conturbadas e até hoje esses momentos foram sempre revolucionários e marcantes para as diferentes sociedades de diferentes épocas.

(Também por causa desta informação, e ao nível da crença em ganhar o euromilhões cada sexta-feira que jogo, construí para mim uma certeza que 2008 é que seria. Seria o meu ano e o ano da revolução, talvez económica e moral, que vem restabelecer a normalidade e felicidade às pessoas. O fim das horas de trabalho em excesso será um bom exemplo disso.)

Mas se o casal McCann é dado como culpado é como tirarem o tapete dos pés a biliões de terrestes. E ninguém mais confia em ninguém e nada, nem ninguém mais, terá valor humano. É o fim.

O fim da viragem do século. Ufa, estava a precisar.

Benfica-AC Milan ou AC Milan-Benfica, não sei.

Hoje devem ser daqueles dias em que o Kaka sai ao fim da primeira parte, porque tem uma festa de anos.

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

TVI.

É tudo uma questão de audiências. O "povo" (massa anónima e anódina na qual me incluo alegremente) grama mesmo é de maminhas e de videntes taralhocos. Daí, proponho em fórum que, de hoje em diante, este blog se dedique, maioritariamente, às duas grandes temáticas da actualidade. Tanto a da esquerda, como a da direita.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Um grande bem haja, Felipão.

Não fora a (falhada) sessão de pugilato do seleccionador nacional estrangeiro mais português de Portugal (tanto que já apanhou o jeito de pesos plumas como Sá e João Pinto), e os nossos medianamente medíocres telejornais continuariam a abrir com o diário da mãe da Maddie. Se calhar sou só eu, mas se tivesse chacinado uma criança e mantivesse um diário, era indivíduo para evitar relatá-lo no dito livrinho. Vá, amigos da PJ e do TIC, continuem lá a leitura, que aquilo ainda vai ser adaptado ao cinema pelo Leonel Vieira com argumento adaptado pelo Paulo Coelho. Eu cá punha a Margarida Vila Nova a fazer da defunta - a proximidade da maturidade intelectual da "actriz" e da "pequena" Maddie iria trazer verosimelhança ao personagem. Tipo, sei lá.

Desculpa lá Catalina, mas tenho aqui o Carlos Magalhães.


Clicar na imagem para ler em conformidade.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

E para que nunca sejamos acusados de misoginia xenófoba.

catalina

As morenas também têm o seu espaço neste fórum de debate. Desde que sejam a Catalina Sandina Moreno.

Humor negro.

Observação prévia: a primeira metade da manhã no local de trabalho pertencente à entidade que tão gentilmente me emprega é utilizada como uma espécie de quadratura do círculo mas com piores gravatas que as do Lobo Xavier, melhores gravatas que as do Pacheco Pereira e algum vernáculo muito pouco "television friendly".

Hoje, a propósito da mãe deprimida que ontem, digamos, fatiou os filhos com uma faca eléctrica de cozinha (presume-se que desligada, ou com uma extensão muitíssimo comprida - escapou-se-me o 24 Horas na copa, hoje), e do pai, GNR ausente há uns dias, que encontrou o cenário dantesco em Viseu (o pessoal de Ílhavo para cima é todo um bocado Tojó).

"Bem, ouvi dizer que estava lá em casa um ambiente de cortar à faca."

"Diz que os filhos estavam mortinhos de saudades do pai."

Eu almejo a normalidade, mas como?

PS: Nenhuma das piadolas me pertence. Com pena minha, porque são boas piadolas, dentro do género total ausência de espinha dorsal.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Os defensores da natureza.

Deverão sempre optar por peles em detrimento das fibras sintéticas por uma questão de biodegradabilidade e moda.

domingo, 9 de setembro de 2007

A próxima melhor coisa.

Há uns anos largos, a next best thing era coisa para aparecer de ano a ano, ou vá, na melhor das hipóteses, duas por ano - Nirvana e Pearl Jam, Morphine, Blur, Oasis (a imprensa britânica é especialmente permeável a esta excitação extra) e, mais recentemente, Franz Ferdinand, Bloc Party, Kasabian, Kaiser Chiefs, Interpol, Strokes, Artic Monkeys (percussores do myspace como um gigantesco "fuck you" para todas as editoras que se regiam pelas regras "tradicionais" do jogo).

Agora, as próximas melhores coisas vêm aos pacotes mensais, são mais do que aquelas que o tempo nos permite acompanhar e, grosso modo, há muito lixo ali pelo meio. Há que saber "respigar", separar o trigo do joio e, pegando no trigo seleccionado, respigar de novo, por uma questão de pura sanidade mental.

Dos últimos meses, retive pouco. Hoje, com a precioso ajuda do Vitor Belanciano e do Ipsílon, retive isto. Podem nunca passar do hype, mas só o hype já me pôs as ancas a abanar. E quem me conhece reconhece o mérito de tamanha façanha.

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Tendo em vista os países mais evoluídos que o nosso e na senda de uma aproximação a uma justiça melhor,

Gostaria de ver um movimento de apoio à adopção da pena de prisão perpétua em Portugal, tal como têm Espanha, França, Inglaterra, Suíça, Itália, Alemanha, Holanda, e muitos outros (só me apeteceu enumerar os mais próximos de nós).

Tal como a lei do aborto, em que éramos os mais parvos da Europa, também neste assunto andamos lá perto. O atraso na lei do aborto felizmente está resolvido, o desta forma de justiça humana e civilizada é que está pior.

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Se resta qualquer tipo de dúvidas sobre as qualidades que os homens procuram nas mulheres, aqui estão ambas:

scarlett2

* Reentré deliberadamente misógina. Vai buscar.